Como usar a USB Host Shield no Arduino

Introdução

 

Neste tutorial iremos aprender como usar uma shield bastante interessante para o Arduino: a USB Host Shield, que permite fazer a conexão com vários dispositivos USB, como mouse, teclado, Smartphone Android, câmera USB, pendrive, HD externo, leitores biométricos, controles de video-game, e uma vasta gama de dispositivos USB, utilizando USB 2.0 e tendo total capacidade de fazer conexões em alta velocidade..

Com a shield conectada, o Arduino passa operar como host USB, que é um gerenciador (servidor) da conexão USB, onde, ele poderá gerenciar os periféricos USB. A função de um Host USB é alimentar os periféricos e controlar eles via protocolo USB. Assim, podemos incrementar nos nossos projetos vários componentes presentes no nosso cotidiano, fazendo os projetos ficarem ainda mais inteligentes e integrados.

A shield faz a conexão com o Arduino via protocolo SPI, sendo assim, ela é compatível com os modelos de Arduino mais comuns no mercado, como o Uno e o Mega.

 

Conectando e configurando a IDE Arduino

 

Como toda Shield, para fazer a instalação dela no Arduino encaixando ela por cima da placa, tendo muito cuidado e verificando se todos os pinos estão encaixados. Se algum pino eventualmente estiver torto, desentorte um pouco, e tente encaixar novamente.

Abra a IDE Arduino, e lá vá em “Ferramentas>Gerenciar Bibliotecas”

E busque por “USB Host Shield” na guia de pesquisas. Instale a biblioteca USB Host Shield Library 2.0, do Oleg Mazurov.

E com isso, poderemos fazer o uso dessa shield e explorar as vantagens que ela pode trazer para os nossos projetos.

 

Conectando um teclado USB

 

Essa biblioteca tem a vantagem de possuir vários exemplos bastante completos para o uso, e para acessar estes exemplos, basta ir em:

“Arquivo > Exemplos > USB Host Shield Library 2.0”

Aqui nós usaremos o exemplo do uso do teclado USB, para isso, copie o código ou vá em: “Arquivo > Exemplos > USB Host Shield Library 2.0 > HID > USBHIDBootKbd”

Envie o programa e quando ele for carregado no Arduino, conecte o teclado e abra o Monitor Serial, configure o Baud Rate para a velocidade de 115200, embaixo da janela, e então verifique que é demonstrado quando uma tecla é pressionada, solta, e qual tecla corresponde.

 

Corrigindo um problema

 

Um problema comum de ocorrer com essa Shield é que quando encaixamos ela no Arduino, toda a placa para de responder e não é possível enviar os programas, e os programas já enviados param de responder também. Este problema se dá porque a tensão de operação da shield não foi selecionada, e para resolver isso é relativamente simples.

Observe que existem 4 terminais próximos ao botão de reset. Eles são feitos para fazer a configuração da placa. Quando essa configuração não é feita, esse problema ocorre.

Coloque uma gota em cima desses 3 terminais destacados em vermelho na imagem acima, e o problema irá cessar.

 

Se gostou da shield e as possibilidades que ela nos traz para os projetos, deixa um joinha!

Qualquer dúvida, deixe nos comentários abaixo!

Abraços!

Rating: 5.0/5. From 2 votes.
Please wait...
Gustavo Nery
Gustavo Nery
Cursando o último ano de Engenharia de Controle e Automação pela UFMG. Apaixonado por eletrônica, computação e tecnologias na área de sistemas embarcados. Nos tempos livres me divido entre desenvolver pesquisa na universidade, adquirir novos conhecimentos e estar com a família.
Acesse nossa loja